Horário a ser determinado | Estação Ribeirão Pires da CPTM

(45 km com terra e asfalto) Caminhos do Sal Pt 1 e Pt 2 (Trecho Zanzalá e Trecho Carvoeiros)

Percorreremos os 17 km de terra do Caminho do Zanzalá (além do trecho de asfalto antes e depois),10km de terra do Caminho dos Carvoeiros (parte 2) um dos três trechos do circuito Caminhos do Sal, antiga rota de mercadores de pedras preciosas.

Concentração

Horário a ser determinado
Estação Ribeirão Pires da CPTM, Centro, Ribeirão Pires - SP, 09400-080, Brasil

Informações sobre o roteiro

O Zanzalá e o Carvoeiro são dois dos três trechos que compreendem um circuito cicloturístico inaugurado pela prefeitura de Santo André chamado Caminhos do Sal, em São Paulo. O nome vem porque a rota tem vários trechos que eram usados por mercadores para o transporte de sal no Brasil colonial e imperial. Além do sal, há histórias de que a região também era rota para ladrões de pedras preciosas, que escoavam a mercadoria pela Serra do Mar para o porto de Santos. 

Os trechos que pedalaremos juntos, Zanzalá e Carvoeiros, tem respectivamente 17 km e 10 km, praticamente todo em terra, com altimetria bem gostosa, mas há subidas, então recomendamos que você já entenda sobre suas marchas e já tenha alguma experiência com sua bicicleta e seu corpo em cima dela. 

Para chegar lá, no entanto, vamos pedalar de Ribeirão Pires até a entrada, na Rodovia Caminhos do Mar, após a Estância Alto da Serra, percorrendo mais 16 km aproximadamente. Ao final do trajeto, próximo à Vila de Paranapiacaba, retornamos até a estaçao Rio Grande da Serra, onde pegamos o trem para voltar à capital!

No meio do trajeto, há um pequeno lago onde é possível se banhar! 

INDICAÇÕES E CONTRA INDICAÇÕES

- Pedal total: aprox. 45 km (17km na terra)

- Obrigatório o uso de CAPACETE!

- Percurso com Terra e Asfalto

- Bicicletas com pneus de cravo, mas é possível usar slick até 1.5 (35) de largura no mínimo

O QUE LEVAR?

- Bicicleta Revisada e câmara reserva para seus pneus

- Comidas e/ou Bebidas (não alcoólicas) para beliscar na viagem ou dinheiro para comprar algo na estrada (não nos responsabilizamos por comércios fechados ao long do trajeto)

- Capa de chuva

- Casaquinho leve para caso faça frio ou chova

- Água

- Alegria e disposição! 

O RETORNO

ATENÇÃO! Nesta cicloviagem, o retorno não é na mesma estação que partimos, vamos voltar para a estação Rio Grande da Serra, então se programe sobre seu deslocamento! Os deslocamentos são por conta dos participantes.

*As cicloviagens gratuitas do Circuito Gratuito de Cicloturismo são abertas a todos e não tem custo vinculado à Pediverde. Cada participante é responsável por sua própria alimentação, hospedagem, condição física e, ao comparecer, atesta que está apto física e mentalmente para participar do evento. A Pediverde apenas se reserva no direito de divulgar a data em que sai para pedalar com seus condutores, dispostos a ajudar e auxiliar no que for necessário para reparos rápidos, e o participante deve levar uma CÂMARA RESERVA ou duas para sua própria bike. A Pediverde não possui peças de reposição e câmaras reserva gratuitas para troca, não se comprometendo com consertos grandes ou acidentes que venham a ser causados por terceiros ou por má pilotagem da bicicleta por parte do participante. Em caso de acidentes, prestaremos os primeiros socorros e encaminharemos o participante para o pronto atendimento, deixando avisado o contato de emergência (deixado no ato da inscrição). Assim, agradecemos por deixar um telefone de emergência válido no ato da inscrição.

* O programa de cicloviagens gratuitas é oferecido pela Pediverde como um programa de lazer e entretenimento com objetivo de sociabilização e estímulo à prática do cicloturismo, e não se trata de um curso com certificado. A Pediverde não arca com custos referentes a transporte e estadia (se houver) e alimentação.

**Em qualquer evento, cada participante é responsável por sua integridade física e ao comparecer ao ponto de encontro está consciente de estar apto e com saúde e mentalmente para participar do evento.